Acervo Ricardo Ramos

Os caminhantes de Santa Luzia

“Esta é uma história bela e violenta. Uma saga de personagens vivas que nos falam do amor e do misticismo, da paixão e do crime, enredadas no sortilégio que é a própria atmosfera de uma terra agreste. Pelos duros caminhos sertanejos, o leitor acompanhará os passos de Luzia e seus romeiros, ouvirá sua palavra de inesperada revelação, sentirá um Valério de ansiada presença, os mudos conflitos do alegre Benvindo. Em torno deles, há uma cidade provinciana – com os seus hábitos, sua feição particular, a morta paisagem em que se destacam um menino, um vendeiro, um capanga, e coronéis, políticos, gente avulsa. E o drama, que se arma num clima denso, explode em ação e reflexão, tipos e situações, cores fortes, impressiva linguagem, intriga.

Os Caminhantes de Santa Luzia é novela onde se encontrará, nas malhas de sua teia romanesca, as raízes da santidade matuta e o desdobrar do tema de amor, as referências de meio social e o estudo de figuras que se plantam em terra, sangue e voz. Movimentada, vária no seu roteiro, por vezes crispada ou quase lírica, esta é uma história escrita com arrebatada comoção.

Ricardo Ramos, autor que se vem destacando igualmente em narrativas do Nordeste ou nos contos citadinos, deu-nos com Os Caminhantes de Santa Luzia um livro vigoroso, adulto, destinado a ser um dos mais significativos da novela contemporânea brasileira”.

 

(Comentários críticos da orelha da obra)

Referências Bibliográficas

RAMOS, Ricardo. Os caminhantes de Santa Luzia. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1959. (novela)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de Pós Graduação em Estudos Literários

Campus Universitário de Tangará da Serra

Rodovia MT 358 - Km 07. Caixa Postal 287

Jardim Aeroporto, CEP 78300-000