Projetos em Desenvolvimento

ACERVO DE RICARDO RAMOS: TERCEIRA ETAPA – A LITERATURA JUVENIL DO AUTOR

 

INFORMAÇÕES GERAIS DO PROJETO

Título do Projeto: Acervo de Ricardo Ramos: terceira etapa – a literatura juvenil do autor

Grande Área de Conhecimento: 8.00.00.00-2 Linguística, Letras e Artes

Área de Conhecimento: 8.02.00.00-1 – Letras

Sub-Área de Conhecimento: 8.02.06.00-0 Literatura Brasileira

Duração do Projeto: 24 meses

Resumo do Projeto: Esta etapa do projeto, a terceira das cinco previstas, visa dar continuidade à organização e disponibilização do acervo do jornalista, publicitário e escritor Ricardo Ramos e realizar um estudo crítico-descritivo de sua produção voltada para o público juvenil. Nas duas etapas anteriores, realizadas com apoio do CNPq, foram realizados estudos sobre seus contos e uma novela e organizado parcialmente seu acervo. O intuito agora é dar continuidade a esse trabalho de organização e análise, tendo em vista agora a interface literatura e ensino, uma vez que uma de suas obras voltada ao público jovem (Desculpe a nossa falha) tem sido indicada em programas de incentivo à leitura em nível nacional. Vale ressaltar que e divisão do trabalho por etapas se faz necessário devido a quantidade de documentos existentes atualmente no acervo que encontra-se à disposição do proponente deste projeto.

Palavras-Chaves: acervo, literatura juvenil, Ricardo Ramos, ficção brasileira.

Coordenador do Projeto:
Dr. Aroldo José Abreu Pinto – Universidade do Estado de Mato Grosso/UNEMAT

Grupo CNPq: Leitura e literatura na escola: Núcleo Regional de Pesquisa

Demais participantes do projeto:

Shirlene Rohr de Souza – Mestre – UNEMAT – Campus Regional de Alto Araguaia
Benjamin Rodrigues Ferreira Filho – Doutor – UFMT – Universidade do Estado de Mato Grosso
Cláudia Coelho – Doutora – UNEMAT – Campus Regional de Alto Araguaia
Liliane Lenz dos Santos – Mestre – UNEMAT – Campus Regional de Tangará da Serra
Iolanda Cristina do Nascimento Garcia – Mestre – Professora da Rede Pública Municipal – Tangará da Serra/MT
Nandara Maciel Tinerel – Mestre – UNEMAT – Campus Regional de Tangará da Serra
Ediliane Gonçalves – Doutoranda – UNEMAT – Campus Regional de Tangará da Serra
Silvio Takeshi Tamura – Doutorando – UNEMAT – Campus Regional de Tangará da Serra

 

APRESENTAÇÃO

O Projeto “Organização do acervo de Ricardo Ramos” surgiu da necessidade de organizar o material crítico/informativo sobre Ricardo Ramos reunido por ele e pelos seus familiares no período de 1948 a 1992.
Alguns estudos já haviam sido realizados anteriormente como nossa Tese de Doutorado intitulada Elevado ao “rés-do-chão”: tensão crítica nas crônicas de Ricardo Ramos – Folha da Tarde (1984–1986), defendida em 2004, uma dissertação de Mestrado, dois livros: Literatura descalça: a narrativa para jovens de Ricardo Ramos (São Paulo: Arte e Ciência; Assis/SP: ANEP, 1999) e A Crônica de Ricardo Ramos (Garça/SP: Editora FAEF; Assis/SP: ANEP, 2006). Porém, cerca de dois mil documentos ainda aguardam a possibilidade de manuseio, e se encontram sob a responsabilidade do proponente deste projeto. Para colocá-los à disposição de estudiosos e demais interessados, propusemos este projeto que se divide em pelo menos cinco etapas. Nesta terceira etapa, a intenção é dar continuidade à organização do acervo do jornalista, publicitário e escritor Ricardo de Medeiros Ramos (1929-1992) e realizar um estudo crítico-descritivo de sua produção voltada para o público juvenil. Nas duas etapas anteriores, realizadas com apoio do CNPq, foram realizados estudos sobre seus contos e uma novela e organizado parcialmente seu acervo. O intuito agora é dar continuidade a esse trabalho de organização e análise, tendo em vista agora a interface literatura e ensino, uma vez que uma de suas obras voltada ao público jovem (Desculpe a nossa falha) tem sido indicada em programas de incentivo à leitura em nível nacional. A integrante do Projeto Liliane Lenz dos Santos já desenvolve trabalho de pesquisa em nível de Mestrado com esse enfoque e o coordenador do projeto tem publicado trabalhos nessa direção.
Vale destacar também que as duas primeiras etapas do projeto possibilitaram o envolvimento de pelo menos 10 alunos de graduação e 5 de Pós-Graduação da Universidade do Estado de Mato Grosso/UNEMAT e de outras Instituições de Ensino Superior do Brasil no estudo da produção “de” e “sobre” o autor. Além disso, o projeto redundou em pelo menos 7 capítulos de livros publicados, cinco artigos em revistas especializadas, sendo dois desses artigos em revista Internacional (Revista Cathedra – México) e um livro (Ricardo Ramos: mestre do silêncio. São Paulo: Arte e Ciência, 2010).
A cessão do acervo de Ricardo Ramos para estudo pelos familiares, inclusive fotos, documentos pessoais, cartas, cartões, e outros objetos pertencentes ao escritor foi o fator determinante para que se propusesse este projeto, pois observando os documentos existentes no acervo – em sua grande maioria textos publicados em jornais: reportagens, resenhas, artigos, entrevistas, notas, estudos, notícias e publicações em antologias, revistas críticas e capítulos de obras –, verificamos que o material, após ser objeto de organização, gerará uma diversidade de estudos muito grande.
Neste momento, portanto, faz-se necessária a continuidade de um projeto bastante amplo, dividido em etapas, buscando garantir a preservação e a organização do acervo para que, concomitantemente, se possa realizar a análise e estudo do acervo reunido por Ricardo Ramos.
Deixando de lado essa questão técnico/prática, como defendemos em nossa tese de Doutorado, o projeto se sustenta pela importância que Ricardo Ramos possui no cenário da literatura nacional. Com estilo próprio, linguagem concisa e capacidade de expressão forte e apurada, o autor configura-se como um dos mais importantes escritores modernos de contos e crônicas e merece, portanto, um estudo mais ordenado, tanto de sua obra quanto da crítica até então realizada sobre essa produção.
Para que se tenha uma ideia mais exata, basta lembrar que Ricardo Ramos, filho do grande Graciliano, já publicava, desde o final dos anos 40, seus primeiros contos de maneira esparsa em revistas e suplementos literários, ao mesmo tempo em que se dedicava a sua formação – Direito – e a sua carreira – Propaganda. Tendo vivido grande parte da vida em São Paulo, por cerca de 30 anos, sempre esteve engajado em causas sócio-políticas. Foi escritor, jornalista, publicitário, professor de Comunicação e viabilizador ou responsável direto por projetos junto a grandes empresas, como o megaevento “Bienal Nestlé de Literatura”. Estreando em 1954, com Tempo de Espera, possui uma vasta produção ficcional, tendo inclusive recebido importantes prêmios literários como o Jabuti, por três vezes. Com uma produção bastante regular, Ramos participou das mais representativas antologias de contos brasileiros contemporâneos e o seu estilo original é destacado por estudiosos e críticos de literatura, tendo alguns de seus textos sido traduzidos para o inglês, espanhol, alemão, russo e japonês, e encontrando-se seu nome em dicionários, enciclopédias e volumes de historiografia literária em geral. Além disso, foi membro do Conselho Estadual de Cultura de São Paulo, presidente da União Brasileira de Escritores e o organizador e primeiro diretor do Museu de Literatura de São Paulo. Na Academia Paulista de Letras ocupou, desde 1989 até sua morte, a Cadeira 26.
O envolvimento intelectual e a vida ativa e produtiva de Ricardo Ramos não tem garantido, porém, estudos mais sistematizados da Academia. Vem daí nosso esforço em cobrir esta lacuna, pois sua produção infanto-juvenil tem alcançado várias edições e repetidas tiragens e uma de suas obras, Desculpe a nossa falha, está sendo indicado, inclusive, em programas de incentivo à leitura nacionais, aspectos que só fazem reforçar a importância da continuidade na organização de seu acervo e continuar as pesquisas sobre sua obra.
Alie-se a isso, o fato de que boa parte da obra de Ricardo Ramos vem sendo reeditada pela Editora Globo e temos, inclusive, contribuído com a indicação da bibliografia “de” e “sobre” o autor, além da escrita da Cronologia do autor para essas obras.
Portanto, além da importância do manuseio do acervo para os estudos em Literatura Brasileira, a concretização desta terceira etapa visa a efetiva atenção à inserção desse escritor na rede pública e/ou particular de ensino.

 

OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

GERAIS:

– Dar condições para o desenvolvimento de pesquisas por parte de professores, alunos de iniciação científica e de pós-graduação de instituições de ensino superior do Estado do Mato Grosso e de todo o Brasil, como já vem se realizando desde 2008 com a efetivação da primeira etapa do projeto;
– Dar continuidade ao processo de organização do acervo, elencando documentos, subdividindo-os segundo categorias, classificando-os e hierarquizando-os, segundo diferentes critérios;
– Realizar um estudo crítico-descritivo de sua produção voltada para o público juvenil, tendo em vista a interface literatura e ensino, uma vez que uma de suas obras voltada ao público jovem (Desculpe a nossa falha) tem sido indicada em programas de incentivo à leitura em nível nacional.

ESPECÍFICOS:

– Criar condições para que o material disponível seja consultado com eficiência e sem riscos de deterioração em função do constante manuseio.
– Separar os documentos “de” e “sobre” Ricardo Ramos no período de 1970 a 1980 segundo categorias: ensaios, notas, entrevistas, cartas etc., pois os documentos dos anos anteriores já foram organizados nas duas primeiras etapas do projeto.
– Digitalizar os documentos (artigos, notas, entrevistas publicadas em periódicos “de” e “sobre” Ricardo Ramos existentes no acervo) do período de 1970 a 1980 para disponibilização via internet. Este item facilitará a pesquisa de estudiosos que se debruçarem no acervo. A perspectiva é que após as cinco etapas do projeto este material será passível de consulta via internet.
– Analisar a obra Desculpe a nossa falha, tendo em vista sua indicação em programas de incentivo à leitura em nível nacional, e realizar um estudo crítico-descritivo de suas demais obras voltadas para o público juvenil, a partir da crítica existente no acervo do autor.

 

RESULTADOS ESPERADOS

Ao final das atividades realizadas, espera-se atingir os seguintes resultados:
– Continuar fortalecendo o Grupo de Pesquisa já criado em torno do acervo de Ricardo Ramos;
– organizar preliminarmente o acervo no período de 1970 a 1980, para, num segundo momento, criar um banco de dados sobre o autor;
– tornar o Centro de Pesquisa de Alto Araguaia, da Universidade do Estado do Mato Grosso/UNEMAT, um centro de referência nos estudos sobre Ricardo Ramos;
– promover a formação de pelo menos dois alunos de graduação ou pós-graduação interessados no desenvolvimento de pesquisas em Literatura Brasileira;
– propiciar que os acadêmicos ampliem a percepção dos meandros da pesquisa e atinjam os resultados esperados nos seus trabalhos de conclusão de curso: engajamento de pelo menos mais dois participantes;
– publicação de, no mínimo, dois artigos científicos ou um capítulo de livro a cada ano de duração do projeto.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Como ressalta Bordini (1995), trabalhar com acervo implica um enfoque multidisciplinar, pois os documentos contidos em um acervo exigem mais do que um tratamento que se restrinja a simples arquivologia: envolve áreas como a História, as Artes Visuais, a Sociologia, a Comunicação Social, entre muitas outras além das Letras. Muito embora o trabalho ora apresentado já tenha apresentado excelentes resultados, é preciso agora disponibilizar este material a pesquisadores e efetivamente dirigi-lo à Educação. Os resultados obtidos nos quatro primeiros anos com o apoio do CNPq nos trouxeram muita expectativa para que se possam alicerçar novos trabalhos científicos que certamente virão com a organização – mesmo que ainda de mais uma década – do acervo de Ricardo Ramos. São alunos de Iniciação Científica, Pós-Graduação Stricto e Lato Sensu e outros pesquisadores que poderão, a partir desse momento inicial, vislumbrar uma prática científica e contribuir para a divulgação de um dos principais escritores do século passado.

Programa de Pós Graduação em Estudos Literários

Campus Universitário de Tangará da Serra

Rodovia MT 358 - Km 07. Caixa Postal 287

Jardim Aeroporto, CEP 78300-000