Obras e Estudos Críticos SOBRE Ricardo Ramos

Tão longe e tão perto daqui a representação da Paulicéia desvairada no conto de Ricardo Ramos

 

Autor do Artigo: Aroldo José Abreu Pinto

 

Local de Publicação: ANAIS ABRALIC INTERNACIONAL (2013) – Volume 1, Número 2, ISSN 2317-157X

Resumo

Parte integrante das atividades do projeto de pesquisa “Organização e disponibilização do acervo de Ricardo Ramos: segunda etapa”, financiado pelo CNPq e UNEMAT/PRPPG, o trabalho ora proposto toma como objeto de reflexão os contos “Modelo 19” (São Paulo:Martins, 1972), “O pífano e as árvores”(Rio de Janeiro: Record, 1978), “Colagem” e “Os amantes iluminados” (Rio de Janeiro: Rocco, 1988), de Ricardo Ramos, procurando demonstrar que o escritor alagoano, apesar das inúmeras figuras nordestinas que povoam sua obra, é um dos escritores da segunda metade do século passado que pinta com maestria certos matizes da cidade de São Paulo, projetando seu texto para um modo de representação que, muito além de suscitar uma discussão vazia sobre possíveis regionalismos em seus contos, desnuda as fragilidades humanas de tal modo que avulta, em sua produção, um retrato multifacetado de um ser humano angustiado com as questões que estruturam a convivência de um estar no mundo. O resultado dessa opção é o estilhaçamento das convenções e dos condicionamentos sociais pelo recorte preciso do fato, o que revela todo um processo de inacabamento inerente a esse ser humano e, do mesmo modo, de crítica a um sistema estabelecido. O local torna-se, assim, universal, porque deixa transparecer esteticamente certos conceitos fechados já radicados na memória de certo indivíduo, cultura ou coletividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de Pós Graduação em Estudos Literários

Campus Universitário de Tangará da Serra

Rodovia MT 358 - Km 07. Caixa Postal 287

Jardim Aeroporto, CEP 78300-000