Obras e Estudos Críticos SOBRE Ricardo Ramos

A representação crítica do cotidiano na crônica “O passarinho na vidraça”, de Ricardo Ramos

 

AUTOR

Aroldo José Abreu Pinto

 

REFERÊNCIAS

Pinto, Aroldo José Abreu; Alves, Fábio Lopes (orgs.). Representações sociais em comunicação: fragmentos de história em histórias. São Paulo: Arte e Ciência, p. 139.

Resumo

O capítulo busca observar como Ricardo Ramos “plasma” impressões, paixões, idéias, fatos, acontecimentos do cotidiano e utiliza estes elementos como matéria-prima no seu ato criador. Em outras palavras ainda, o propósito neste texto foi apontar como a crônica de Ricardo Ramos “se constitui a partir de materiais não literários, manipulados a fim de se tornarem aspectos de uma organização estética regida pelas suas próprias leis, não as da natureza, da sociedade ou do ser”, procurando não esquecer, no entanto, que “natureza, sociedade e ser parecem presentes em cada página, tanto assim que o leitor tem a impressão de estar em contato com realidades vitais, de estar aprendendo, participando, aceitando ou negando, como se estivesse envolvido nos problemas que eles suscitam” (CANDIDO, 1993, p.9). O cronista constrói seu texto “a partir do mundo”, mas gerando “um mundo novo, cujas leis fazem sentir melhor a realidade originária” (CANDIDO, 1993, p.10) por meio das tensões dialéticas que estabelece.

Texto completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de Pós Graduação em Estudos Literários

Campus Universitário de Tangará da Serra

Rodovia MT 358 - Km 07. Caixa Postal 287

Jardim Aeroporto, CEP 78300-000